Sela à Portuguesa século XVIIISela à Portuguesa

Selas Portuguesas

Quando nos referimos às selas Portuguesas a primeira imagem que muito provavelmente nos ocorrerá será a de uma sela à Portuguesa. A sela na imagem em cima à esquerda é baseada numa gravura datada de 1790 incluída no livro “Luz da Liberal, e Nobre Arte da Cavallaria” de Manoel Carlos de Andrade e mostra a sela usada na altura em Portugal. Hoje em dia o modelo tradicional da sela à Portuguesa encontra-se na imagem em cima e à direita e que evoluiu da sela que lhe está ao lado do século XVIII. Esta sela é feita à mão usando em grande medida os materiais que têm vindo a ser utilizados ao longo dos tempos. No entanto existem algumas diferenças entre o modelo do século XVIII e do modelo actual, por exemplo o vaso do modelo actual é feito em contraplacado marítimo conferindo maior resistência e flexibilidade.
A sela "Relvas" é um outro exemplo de uma sela tradicional Portuguesa. Existem ainda modelos que combinam um novo design com linhas de inspiração tradicional Portuguesa como a sela “D. Dinis”, sela "Ribatejo", sela "D. Domingues" e sela de “D. Equitação".

Sela à Portuguesa Sela Relvas Sela de equitação

Sela Ribatejo Sela D. Dinis Sela D. Domingues


[Equestre]